Arte em Pano!

Muito além das linhas, tecidos e costuras, para nós, criar um sling é arte! E é com arte que apresentamos eles para vocês!  www.amoraslings.com.br

Anúncios
Categorias: Amora slings, Uncategorized | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Acolhimento Pós Parto

Encontros QUINZENAIS e 1 encontro MENSAL ITINERANTE!

A partir de 18 de Maio, as Rodas Pós Parto da Flor da Vida acontecerão quinzenalmente em Viamão – Estrada Caminho do Meio, 2600 – junto ao Centro Budista, na Rua do Bem Te Vi, cerca de 50 min do centro de Porto Alegre.

Uma vez por mês agendaremos um encontro de final de semana itinerante para melhor acolhermos a todas as famílias que participarem da Roda Pós Parto e as famílias que frequentam as Rodas de Casais Grávidos e Gestantes de Porto Alegre, São Leopoldo, Novo Hamburgo e Canela.

Seguimos a metodologia do Cais Do Parto, com muito amor e compromisso com o bem-estar das novas famílias que se formam!

Este é um espaço de acolhimento para novas famílias no pós parto, onde além de um espaço de escuta e fluir das emoções estaremos apresentando ferramentas de apoio que auxiliam o dia-a-dia com o bebê!

A Amora slings estará presente ensinando a utilizar o pano carregador de bebê e tirando dúvidas sobre o melhor uso deste acessório amigo da mamãe!

Mais informações sobre o olhar da Tradição sobre o nascimento na página do Cais do Parto

Equipe da Tradição no RS – Flor da Vida 

Roda Semanal de Casais Grávidos e Gestantes às terças-feiras 19h30 – Av Protásio Alves 3149 – 402 em Porto Alegre.
IMG_20140303_164930

Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Dry fit: por que não na Amora slings.

slingverao

Sempre que chega o verão surge a dúvida: produzir ou não wrap slings em dry fit.

Mais uma vez escolhemos não produzí-los.

Confesso que é uma fantasia minha entrar no mar – rio – piscina – chuveiro com o bebê slingadinho. Não tive essa experiência nem com a Íris nem com o Guadua e fico babando nas fotos do pessoal que aproveita essa tecnologia têxtil – imagina o peso de um wrap de algodão encharcado e ainda com areia da praia!!!

Ainda assim meu lado ambientalista natureba fala mais alto na hora de decidir produzir wrap slings de dry fit. São leves, furadinhos, secam rápido E são sintéticos. Ou seja, são feitos de tecidos de poliester e poliamida, derivados de petróleo. Eu não gosto de usar roupas sintéticas, não me sinto mais fresca e mais limpinha por usar roupas sintéticas (ao contrário, o cheirinho natural do corpo fica acentuado e impregnado na roupa), não visto roupas sintéticas nos meus filhos e quando entro no mar – no rio – na piscina – no chuveiro – gosto mais do que qualquer coisa do contato da água no meu corpo e quanto menos roupa melhor. E por isso não vou confeccionar wrap slings de dry fit, seria pouco sincero e meramente comercial (o que está muito longe da proposta da Amora slings).

Alternativas para o verão?

Já testamos a malha de algodão furadinha – é mais fresca e mais levinha mas os contras ganharam. Como produtora de slings e consultora de “babywearing” não me senti a vontade comercializando o modelo levinho pois a malha cede MUITO MAIS que a usada em nossos wraps, o que torna o sling menos seguro e durável – o que também não está de acordo com nossa proposta.

Está em nosso horizonte próximo confeccionar o carregador de bebês asiático – mei tai – que por ter menos pano se torna mais leve e fresco. É diferente do wrap, ganha em praticidade e perde um pouco do conforto. Não é de malha, mas pode ser 100% algodão!  Ótimo para carregar crianças que já ficam sentadinhas e… para o verão! Para o próximo, para estar dentro dos padrões de qualidade da Amora slings 🙂

Eu uso wrap no verão. Sinto menos calor que carregando no colo e não me adaptei às mochilinhas ergonômicas (e acho que elas também são quentes apesar de supersupersuper práticas). Roupas leves na mamãe e no bebê, amarração recém-nascido ou somente com as faixas em “x” passando pelas costas do bebê deixando a estampa escondidinha e o passeio com o filhote no verão continua sendo confortável e um pouco menos quente.

Curtam o verão, de wrap sling, de wrap de dry fit, de mei-tai, sem sling, pelados, na praia, no rio, na piscina, no chuveiro…

Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Oficina & Conversa: O wrap sling no dia-a-dia

Oficina & Conversa: O wrap sling no dia-a-dia

Amora slings convida para Conversa & Oficina sobre o uso do wrap sling no dia-a-dia.
Nossa primeira oficina acontecerá dia 05 de junho, Quinta-feiras, às 17h.
Se você não sabe o que é o wrap sling, se sente insegurança ao vestí-lo, se quer aprender uma amarração nova ou simplesmente compartilhar sua experiência com outras famílias, venha se juntar a família Amora nessa caminhada de divulgação dos carregadores de bebê!

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , | Deixe um comentário

Wrap sling aliviando cólicas.

Sempre indiquei o wrap sling para bebês que tem cólicas, um pouco por ser super fã do paninho maravilhoso e acreditar verdadeiramente em seus muitos benefícios, muito por relatos de famílias que depois que começaram a usar o sling tiveram noites de mais sono e bebês mais tranquilos, mas não por experiência.

A Íris nunca teve cólica. Sempre ganhou muito colo e passava muito tempo no sling e achava que esse podia ser um dos motivos da não-cólica. Pois bem… Nosso bebê de 3 meses, Guadua, também ganha muito colo e também passa muito tempo no sling, mas tem cólica. O menino bota a boca no trombone, grita e se contorce como nunca tínhamos visto. A barriguinha dele ronca, se movimenta, endurece. Nem é preciso exagero nos derivados de leite, fejijão preto e alguns vegetais e lá vem os gases, disparando gritos e choro no pequeno. O que resolve o forte incômodo? Barriga com barriga. Ai sentimos a barriguinha dele na nossa, os movimentos dele como se fossem nossos, as dores dele dentro de nossa própria barriga. Assim, barriga com barriga, ele vai se acalmando, o choro gritado vira uma reclamaçãozinha até aquietar-se em um sono leve. Super leve, qualquer movimento o acorda e vem a lembrança do incômodo e vem o choro e os embalos e os resmungos e o soninho leve.

2014-04-22 08.56.56

Se eu fosse mãe de primeira viagem ia ficar assim sabe-se lá quanto tempo. Sentando e levantando e cantando e embalando. Maaas… ainda que não tivesse sido apresentada às cólicas até então, já sei qual é a solução para bebê que tá afim de colo e só. O sling! Sem nem largar o bebê, meio no improviso, pego o sling e me envolvo nele, bem apertadinho, bem quentinho, barriga com barriga. E o sono que era leva já dura quase duas horas. A barriga que doía se acalmou. A mãe que estava com as duas mãos ocupadas embalando o bebê já jantou, já respondeu seus e-mails, já desfrutou da companhia de seu companheiro e da filha mais velha. A noite cai tranquila e a cólica já se retirou.

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , | 3 Comentários

Wrap sling no dia-a-dia: Bolo de Cacau!

Wrap sling no dia-a-dia: Bolo de Cacau!

Wrap sling, nosso companheiro de todos os dias.
Hoje eu e Guadua nos aventuramos juntos na cozinha! Quando eu ia começar a fazer um bolinho delícia de cacau ele acordou beeem afim de mamar. Dei um tempo em tudo que estava fazendo, sentei com ele para amamentar e meia hora depois ele ainda estava penduradinho no peito. Vesti o sling, arrumei o guri no peito e comecei a pegar os ingredientes para o bolo. É uma maravilha poder se abaixar para pegar as coisas no armário com o bebê no colo… Assim dou atenção para ele e também atendo as minhas necessidades/vontades.
O bolo ficou delicioso! Aí vai a receita:

BOLO DE CACAU

Ingredientes:

2 xícaras de farinha de trigo integral
1 xícara de mel ou açúcar mascavo
1 ovo
1/2 xícara de cacau em pó
1/2 xícara de oleo de canola
1 xícara de água morna
1 colher de fermento em pó (colocar no final da mistura)

Modo de preparo:

Misturar tudo em uma tigela e despejar em forma untada.
Assar em forno médio de 30 a 40 minutos.

Bom apetite (cuidado com os farelinhos na cabeça do bebê, hehe)!

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

O sling no pós-parto.

No pós-parto imediato (primeiro mês após o nascimento do bebê), há elementos importantes a serem preservados, o calor e a segurança que desencadearam o trabalho de parto precisam estar presentes nessa fase de adaptação e reconhecimento da mãe e do bebê. A  mulher, para ter uma experiência positiva com o recém-nascido e tranquilidade na amamentação, precisa estar amparada por uma rede que supra suas necessidades. Considerando a forma de organização de muitas famílias, o resguardo acaba sendo quebrado logo na primeira semana, quando o companheiro volta ao trabalho e a mulher se vê sozinha em casa. Nem sempre há uma outra pessoa por perto (avó, irmã, amiga) e o casal muitas vezes prefere afastar familiares em um momento considerado íntimo e de adaptação da família nuclear a chegada de um novo membro. É comum, nesse ponto, a mulher se sentir extremamente fragilizada e confusa, parte dela gostaria de olhar exclusivamente para o pequeno ser que acaba de sair de seu ventre e experimenta as sensações da vida do lado de fora, outra parte tem necessidades a serem atendidas que são dificultadas pela presença do bebê o que gera frustração e pode levar a tão conhecida “depressão pós-parto”.

baby-blues

Onde entra o sling em meio a tanta confusão?

O sling serve como uma ferramenta para a mãe manter os elementos de segurança e calor que foram necessários para um bom parto e continuam sendo essenciais para o fluir da amamentação e vínculo mãe-bebê. Antes de entrar em conflito, ainda nos primeiros 10 dias do bebê, essa mulher – que precisa atender às suas necessidades básicas – começa a integrar o recém-nascido a sua rotina diária (e aqui me refiro a coisas simples como fazer xixi, coco, escovar os dentes, preparar um almoço simples, fazer lanches, lavar e estender roupa…) através do uso do carregador de bebê. O bebê continua perto da mãe e se sente protegido, chorando menos e dormindo por mais tempo; a mãe não sente um vazio pela saída do bebê do útero pois ele continua em contato direto com seu corpo, ao alcance de todos os seus sentidos; além disso ela tem uma liberdade de movimento que a permite administrar minimamente a casa e cuidar de si mesma oferecendo calor ao bebê com as duas mãos livres!

IMG_20140319_144707(1)

É importante que a mulher não chegue ao conflito que desespera. Quando isso acontece mesmo tendo as ferramentas de auxílio há um processo de negação de ajuda, com sentimentos de “não sou boa suficiente” e “meu bebê é assim, não tenho o que fazer”. É muito difícil um bebê não gostar de ser carregado no sling, mas é comum mães que tiveram o vínculo interrompido não conseguirem uma reconexão fácil com seu bebê. Nesses casos é preciso insistir, tentar várias vezes, em momentos diferentes, com apoio de uma terceira pessoa que a tranquilize, que a mostre como colocar o bebê de forma confortável no sling, que a faça caminhar um pouco antes de arrancar os 5 metros de tecido e dizer “desisto!”.

Um pós-parto solitário pode ser muito desafiador. O sling não deve ser a primeira ferramenta escolhida, é preciso acionar essa rede de cuidado e não ter medo de pedir ajuda ao primeiro sinal de insegurança e problemas. Se não há alternativa e a mulher vai ficar sozinha grande parte do dia, então o sling é um ótimo companheiro, ele acolhe não somente o bebê, mas também a mãe. Ele pode ser como um colo de auxílio ou como um abraço de aproximação.

Texto de Lua Cezimbra, vivenciando um segundo pós-parto, muito mais tranquilo que o primeiro, sem medo de pedir ajuda e usando muito o sling.

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , | 1 Comentário

Pequeno Guadua

Nossa família cresceu! Há mais um pequeno fruto de amor perfumando nosso lar. Guadua veio apressadinho, nasceu com 37 semanas. Chegou cheio de intensidade e leveza e foi recebido com muita alegria. Pelo tamanho que sentíamos ele na barriga esperávamos um bebezão, maior que nossa Íris, que nasceu com 2800g e 50cm… mas, como ele resolveu se adiantar e surpreender a todos, recebemos um pequeno bebê de 2500g e 49cm. Em pleno verão portoalegrense andamos com Guadua envolto em cobertores e vestido com tiptops quentinhos (o que eu acho uma delícia), a cada troca de fraldas é um soluça p11diasra cá, espirra pra lá, chega a dar dó. Ele dorme todo enroladinho e se fica com a mãozinha pra fora já se gela. Estamos ficando, nós dois, muito tempo na cama, respeitando o tempo do resguardo para eu me recuperar bem e ter bastante energia para cuidar dele e da Irizoca, então volta e meia ele está no colo, mamando ou não, e eu fico esquentando ele. Lá pelo sétimo dia eu já estava louca pra colocar ele no sling,  já estava imaginando ele coladinho em mim nas últimas semanas de gestação, coloquei para ficar um pouco em pé e me derreti toda. A partir daí temos ficado pelo menos um tempinho amarradinhos e, só pra confirmar o que eu já sei, é o melhor lugar que ele pode estar. Quando está no sling ele fica quentinho sem precisar de cobertores, fica tranquilo e dorme bastante (o que não tem sido um problema por aqui) e eu fico com ele pertinho dos meus olhos e coração, comunicando ao meu corpo que o bebê que até 11 dias atrás estava em meu ventre agora está sendo nutrido também pelo meu calor e amor. Hoje fomos passear pelo “pátio” de casa, a sensação foi de expansão ao mundo, cheguei a estranhar tanto ar e tanto espaço ao meu redor. Guadua estava tipo “nem te ligo mundo”, protegido do sol, do vento e das energias externas (que por aqui são energias muito boas), continuou em seu soninho sereno e profundo e nem notou quando voltamos para casa e dormimos juntos em nossa cama.

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

“Slingar é de todo amor”, depoimento de Kátia Bressane.

Há uns dias uma amiga querida compartilhou nossa página com um lindo depoimento. Conhecemos a Kátia, o Paulo e a doce Anita quando eles adquiriram seu carregador de bebês conosco há um ano atrás, desde então temos nos encontrado em momentos especiais onde podemos compartilhar um pouco a suavidade da materpaternidade cheia de amor e presença. Nossos agradecimentos a essa linda família tão inspiradora (que hoje é capa de nossa loja virtual!!). Obrigada Kátia pelo depoimento, nos dá uma energia especial para continuar nossa caminhada!

Image

“Quando eu olho pras tantas coisas que adquiri com o nascimento da Anita, penso que a melhor foi o sling. Uso desde os 2 meses da Anita, ela sempre adorou e eu mais ainda. Ter ela perto de mim, perto do meu coração, podendo amamentá-la ali mesmo, com todo o carinho, troca de olhares que ela precisa.
O sling é o meio de transporte meu e dela, com ele vamos a qualquer lugar, a pé, de ônibus, não precisando se incomodar com o volume de um carrinho desengonçado.

E com o sling a gente se olha, canta, conversa. Com o sling, eu pego na mão dela, ela toca meu rosto, me dá beijo. Com o sling eu faço carinho no cabelo dela enquanto faço compras na feira.

Existem vários tipos de sling. O que eu uso é o Wrap sling, que amarra de uma maneira que não prejudica em nada os ombros, não sobrecarrega e deixa as duas mãos livres.

Eu comprei o meu de uma família linda, a Amora slings, que faz cada sling com todo amor, carinho e dedicação para as mamães que querem ter seus bebês juntinho de si, havendo toda a troca de energia necessária.

Slingar é de todo amor. Leva junto do coração o que temos de mais precioso.

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , | Deixe um comentário

Novidade na Amora slings: Loja Virtual

Desde o nosso nascimento já crescemos muito!

São quase 2 anos de dedicação e carinho em cada pano escolhido, costurado, enviado.

Começamos cuidando da Amora slings como se cuida de um recém nascido. Aprendemos a rolar, sentar e engatinhar. Demos nossos primeiros e cambaleantes passos, sujeitos a tombos, sempre aprendendo com tudo o que aparecia em nosso caminho e tendo como nossa maior motivação as famílias que atendemos e a perspectiva de levar os benefícios do carregador de bebês a mais e mais mães, pais e bebês.

Lá se vão quase 2 anos (aniversário em Abril!), vamos entrando na fase de autonomia com a mesma cautela de sempre porém com confiança em nosso trabalho e muito felizes com o retorno lindo que ele tem nos trazido.

Estamos com nossos produtos em loja desde Novembro/13 em parceria com o Brechó Infantil Nelly Poppe e agora criamos nossa própria Loja Virtual! Nossas vendas já estão sendo através da loja, que logo logo estará com a nossa cara!

lojavirtual

Conheçam a loja e nossos produtos!

Abraços de pano da Família Amora

Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.